Voltar
02-02-2017

Facebook é condenado a pagar US$ 500 milhões por direitos autorais do Oculus Rift



O Facebook, dono da Oculus, fabricante de dispositivos de realidade virtual, foi condenado a pagar US$ 500 milhões (cerca de R$ 1,5 bilhão) em um processo em que é acusado de roubar parte da tecnologia da empresa ZeniMax. A sentença foi proferida em um tribunal no Texas, na quarta-feira (1), mas cabe recurso.
O processo da ZeniMax pedia US$ 4 bilhões alegava que a Oculus havia roubados informações de marketing da empresa e tinha se apropriado de material protegido por direitos autorais. O júri considerou que a empresa do Facebook não roubo u segredos comerciais, mas deu a condenação por infringir regras de copywright dos EUA e divulgar termos confidenciais de acordos entre elas.
Representantes da Oculus informaram à rede de TV NBC que vão recorrer da decisão.
Investimento em realidade virtual O Facebook divulgou no final de 2016 novos aparelhos e acessórios para sua divisão do Oculus VR, em um esforço para integrar a realidade virtual com a rede social.
Entre as novidades, está um novo controle chamado "Touch", um acessório que permitirá aos usuários ter "mãos" no mundo virtual.
O criador do Oculus, Brendan Iribe, mostrou ainda um novo PC compatível com o Rift. Construído pela empresa Cyberpower, com um processador AMD, deve custar até US$ 500.




  Sobre

Este site tem o objetivo de divulgar notícias da área de Tecnologia.

  Recentes
  Contatos
  

contato@elimorais.com.br.