Voltar
28-10-2015

Maior processador de carne suína da China diz que relatório da OMS é desumano



A companhia Shuanghui, o maior frigorífico de carne suína do mundo, tachou de "desumano" o polêmico relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) que considera como cancerígenos os produtos processados do porco, como o presunto, as salsichas e o bacon, destacou nesta quarta-feira o jornal oficial "China Daily".

"O relatório se propõe como algo para o bem da saúde humana, mas na realidade é desumano", assinalou o subdiretor de marketing da companhia chinesa, Liu Jintao, que acrescentou que "o processamento de carne faz parte da civilização e não deve ser destruído ao receber o rótulo de "cancerígeno"".

Para Liu, o documento elaborado pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (Iarc, sigla em inglês), um órgão que faz parte da OMS, é "profundamente lamentável".

A recomendação da OMS também não foi bem recebida na cidade chinesa de Jinhua, na província de Zhejiang, no leste do país e famosa por seus presuntos.

"A advertência da Iarc deve ser levada apenas como um conselho para conscientizar às pessoas que devem se preocupar com a nutrição", comentou sobre o assunto o presidente da associação de produtores de presunto dessa cidade, Ma Xiaozhong, que defendeu a salubridade do processo de cura de seus produtos.

No processo tradicional, usa-se apenas sal para fazer a cura, ressaltou Ma, mas admitiu que, nos últimos tempos, os nitritos (um dos elementos considerados cancerígenos pelo estudo da OMS) também vêm sendo utilizados para melhorar a qualidade e prevenir a oxidação.




  Sobre

Este site tem o objetivo de divulgar notícias da área de Tecnologia.

  Recentes
  Contatos
  

contato@elimorais.com.br.